Unidade de Vigilância de Zoonoses ganha nova estrutura e organização no posto da FAJ

135792a5-4587-4495-a48b-c659700c84a9

Foi inaugurada no dia 09 de dezembro, a nova UVZ – Unidade de Vigilância de Zoonoses, podendo trazer benefícios tanto para os estudantes que cursam Medicina Veterinária, quando a população da cidade, que agora conta com acréscimos na equipe de atendimento. Essa parceria da Prefeitura Municipal de Jaguariúna com a FAJ vem trazendo vantagens há longa data, além ajudar na formação acadêmica com estágios, também ajuda os alunos a reconhecer e lidar com zoonoses, criando uma política correta de bem-estar animal.

O objetivo dessa melhora na estrutura da unidade vem para proporcionar um atendimento mais adequado tanto aos animais quanto à população, devido aos perigos que a zoonose pode proporcionar para todos.

Segundo a secretária da saúde, Dr. Dora Zanin, essa é uma oportunidade para agir em um prol comunitário, cuidado também da saúde animal, pois hoje em dia não há politicas voltadas para este tipo de projeto social.  “O município de Jaguariúna em parceria com a FAJ é pioneiro nessa ação, é um projeto pioneiro, em parceria entre o ensino (FAJ) e poder público, para conseguir encontrar uma solução adequada à política pública do bem estar animal e do controle de zoonose”, explica.

Os responsáveis pela unidade são os doutores Maria da Conceição de Oliveira e Rodrigo Moretti, que tem uma ligação com a UVZ por já ter estagiado nela enquanto cursava Medicina Veterinária na FAJ.

“Fico muito feliz, porque foi um desafio para nós quando assumimos fazer a ampliação dessa estrutura. Inclusive queremos, nos próximos anos, deixar plantado uma ideia que auxiliem todos”, anuncia Dra. Dora. Ela explica que a prefeitura está em processo com um projeto que consiste em aplicar chips e cadastrar todos os animais do município para que haja um controle mais eficaz, e realizar as castrações e vacinas direto nas residências dos donos, com a mesma qualidade em que acontece nos mutirões de vacinas. Assim ajuda na erradicação de doenças e de animais abandonados. “Nós estamos no caminho certo, agora é só avançar”, completa a doutora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s