Professora da FAJ participa de congresso com projetos de horta medicinal e farmácia viva

unnamedUm dos mais importantes congressos nacionais, o XII Congresso Mundial de Farmacêuticos da Língua Portuguesa acontece entre os dias 8 a 10 de novembro, e esta nova edição contará com a presença da professora do curso de Farmácia da FAJ Renata Carnevale, apresentando dois trabalhos no evento.

O primeiro projeto aborda as pesquisas realizadas em seu doutorado de Ciências Sociais em Saúde no Departamento de Saúde Coletiva, com o título Farmácias Vivas: Obstáculos Políticos e Econômicos. Conforme explica a docente, a farmácia viva é um dos maiores programas de plantas medicinais e fitoterápicos do Brasil, sendo aprovado para uso no Sistema Único de Saúde – SUS.

“Essa técnica realiza as etapas do ciclo da assistência farmacêutica incluindo o cultivo, a coleta, o processamento, o armazenamento de plantas medicinais, a manipulação e a dispensação de plantas medicinais in natura, planta medicinal seca (droga vegetal) e medicamentos fitoterápicos”, explica a docente.

Para a segunda apresentação, a professora participará como orientadora da Iniciação Científica Construindo uma Horta Medicinal na Faculdade De Jaguariúna, elaborado pelos alunos do curso de Farmácia, Marcel Arantes Montoro e Cícera Gislaine Coelho Silva, que desenvolveram o projeto dentro da FAJ.

 O projeto da horta medicinal vem de uma ideia antiga, segundo explica a professora, e assim seria possível oferecer aos alunos técnica que poderia ser utilizada em aulas e atividades das disciplinas de Farmacobotânica, Farmacognosia e Fitoterapia do curso. “Não só para conhecimento e identificação das plantas, mas também para obtenção de matéria-prima para o preparo de exsicatas, droga vegetal, medicamentos fitoterápicos, lâminas para análise microscópica e para a construção de um herbário na faculdade”, aponta Renata. Ela completa “este projeto foi iniciado resultado de uma parceria entre diversos cursos da faculdade, entre eles Farmácia, Nutrição, Gastronomia e Engenharia ambiental”.unnamed-1

Essa oportunidade positiva de apresentar pesquisas em um congresso nacional influencia todos os envolvidos, trazendo benefícios acadêmicos e da área de pesquisa para a docente, possibilitando lecionar aulas ricas de embasamento.

“Acredito que a implantação da horta de plantas medicinais na FAJ e o grande interesse que os alunos têm pela área, indica que temos todas as chances de conseguirmos resgatar e valorizar o uso popular e tradicional das plantas medicinais e mostrar aos alunos e a comunidade como as plantas podem ser aliadas da nossa saúde, do bem estar e de uma sociedade sustentável que respeite a natureza”, completa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s