Grupo de apoio aos cuidadores familiares ocorre na Interclínicas

slide1Desde o ano passado foi implantada a ABRAz Sub-regional de Jaguariúna em parceria com a Faculdade de Jaguariúna.

A ABRAz – Associação Brasileira de Alzheimer – é uma sociedade civil sem fins lucrativos que atua na área da educação em saúde, formada por familiares da doença de Alzheimer e por profissionais da área da saúde e de outras áreas de humanas e sociais e voluntários.

O trabalho da ABRAz consiste em transmitir informações sobre o diagnóstico e tratamento da doença e, também, orientar sobre os aspectos cotidianos do acompanhamento do paciente. Dentre as várias atividades desenvolvidas pela ABRAz é possível destacar os grupos de apoio aos familiares.

O papel da Abraz é de ser o núcleo central de todos aqueles envolvidos com a doença de Alzheimer e outras demências, reunindo familiares, cuidadores e profissionais, oferecendo meios de atualização, permitindo intercâmbio e apoiando ações voltadas ao bem-estar da pessoa com demência, da família, do cuidador e do profissional.

O principal propósito da Associação é ajudar as pessoas a entenderem e aceitarem melhor a doença de Alzheimer, favorecendo assim o melhor encaminhamento para os pacientes e uma qualidade de vida mais digna tanto para o paciente como para a sua família.

O Grupo de Apoio aos cuidadores é um momento importante para as famílias da pessoa com doença de Alzheimer, um espaço para o cuidado da família, um momento em que possam compartilhar ajuda mútua, de suporte emocional, de busca de conhecimentos para lidar com as transições da doença e a manutenção da identidade social do familiar. Este suporte sócio-emocional e orientações oferecidas aos familiares contribuem como uma força preventiva contra o stress e atua na manutenção do bem-estar do cuidador.

O Grupo de apoio aos cuidadores familiares ocorre na Interclínicas, Campus III da FAJ, Av. do Ipês, 678, Jaguariúna-SP. Os encontros ocorrem às primeiras quartas-feiras do mês, no horário das 15h30 às 17h00.

A participação é gratuita, é comparecer e participar. 

Nosso maior objetivo é a disseminação de informação aliada à solidariedade para trazer aos familiares uma maior tranquilidade no que diz respeito às melhores estratégias para a gestão desta doença, no convívio com a pessoa com doença de Alzheimer. Orientamos as famílias desde o início dos primeiros sintomas, sobre o diagnóstico diferencial, as abordagens para ensinar a própria pessoa a reconhecer e lidar com seu próprio comportamento e suas falhas de memória e como o familiar poderá lançar mão de estratégias para comunicar-se, lidar com as alterações cognitivas e comportamentais e a preservar as funções e a qualidade de vida da pessoa com Doença de Alzheimer.  Esclarecemos sobre dúvidas e sobre os procedimentos voltados ao tratamento e à assistência à pessoa com a doença de Alzheimer.

Informações sobre a Doença de Alzheimer

A Doença de Alzheimer é definida como uma doença neuropsiquiátrica degenerativa, na qual se verifica um comprometimento das funções cognitivas (memória, linguagem, atenção, percepção, orientação espaço-temporal, praxia e funções executivas), que envolve o comprometimento cerebral, provocando uma atrofia progressiva no cérebro, inicialmente nas regiões internas do lobo temporal, causando impacto na funcionalidade e na vida social e ocupacional do indivíduo. Os sintomas cognitivos iniciam lentamente e aumentam com o passar do tempo. Muitos sintomas não ocorrem no início, mas surgem ao longo da evolução da doença quando vai aumentando sua gravidade. A doença de Alzheimer constitui o tipo mais comum de demência.

De acordo com pesquisas científicas, atualmente são 36 milhões de pessoas no mundo vivendo com demência e é esperado que este número alcance 66 milhões em 2010 e 115 milhões em 2050. A demência é definida como uma síndrome clínica caracterizada pela deterioração progressiva de múltiplos domínios da cognição, capaz de comprometer a autonomia do indivíduo. Representa causa importante de incapacidade, institucionalização e redução de sobrevida na população, em especial a população idosa.

A demência tem um impacto importante na vida social e na dimensão emocional das famílias e seus cuidadores em toda parte no mundo. A família é o espaço indispensável para a garantia da sobrevivência de desenvolvimento, da proteção integral, da educação e também do envelhecimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s